Coloque seu e-mail para receber atualizações, artigos e dicas!

Apadrinhamento Afetivo - doação de amor!



Neste último domingo (20/12/2015) assisti a uma reportagem que falava a respeito do "Apadrinhamento Afetivo". Achei a proposta muito bacana, resolvi pesquisar a respeito e trazer essas informações pra vocês. Vamos entender juntos?!

- O que é Apadrinhamento Afetivo?
R: É um programa alternativo para crianças que tenha pouca ou nenhuma possibilidade de serem adotadas. Alguns requisitos para as crianças  contempladas: faixa etária parte de 5/7 anos, com algum tipo de deficiência, com irmãos e crianças retiradas de suas famílias por correrem algum risco. 

O programa prevê que padrinhos e madrinhas 'apadrinhem' afetivamente a criança. Cuidar, se envolver emocionalmente, se preocupar com o bem-estar... Pode ainda levar para passar fim de semana, férias escolares, feriados... senda esta a forma de oferecer um pouco de amor, afeto e vida familiar fora do contexto da instituição.

- Quem pode apadrinhar?
R: Qualquer adulto maior de 21 anos (respeitando a diferença de 16 anos do padrinho e afilhado) que não possa ou não queira adotar e que tenha condições de oferecer suporte emocional e financeiro à criança ou adolescente. Não exige vínculo de guarda, tutela ou adoção.

- Como apadrinhar?
R: As regras variam de acordo com a vara de infância a qual se refere. Porém o processo costuma ser bem simples sendo o primeiro contato por e-mail ou presencial. Ocorre cadastro, entrevista e visita ao domicilio. 

Existem outras formas de apadrinhamento, como: material (assume a responsabilidade de custear financeiramente. Ex.: escola), familiar (envolve-se com todo o núcleo familiar do padrinho/madrinha), prestador de serviço (realiza trabalho voluntário na instituição de acordo com sua área de atuação) e pessoa jurídica (oferece o mesmo apoio que o material).

E ai?! Vamos juntos apadrinhar uma criança/adolescente? E quando nos perguntarem: "O que você está fazendo para melhorar o mundo?", responderemos: "Estou cuidando afetivamente de alguém."
Podemos fazer a diferença com tão pouco... basta querermos! 




Fontes: 
http://silvanammadv.blogspot.com.br/p/apadrinhamento-afetivo.html
http://www.padrinhonota10.com.br/
http://tj-rj.jusbrasil.com.br/noticias/2306127/projeto-apadrinhar-do-tjrj-da-oportunidade-a-criancas-e-adolescentes-de-convivio
http://www.senado.gov.br/noticias/Jornal/emdiscussao/adocao/frente-parlamentar-pela-adocao/apadrinhamento-afetivo-opcao-para-criancas-maiores.aspx

Proxima
« Anterior
Anterior
Próximo Post »
0 Comentario